Com 73 anos, o australiano David Glasheen levou uma vida de contrastes, chegou a acumular uma fortuna de mais de 28 milhões de dólares, e ser um homem de influência que se movia entre a opulência, a prosperidade e a bonança.

No entanto, a rica soma de dinheiro que havia acumulado durante anos de trabalho caiu por terra quando, em 1987, houve um período de crise financeira que o deixou praticamente falido, uma situação difícil que, com o tempo, só conseguiu piorar; sua esposa o deixou e foi deixado com os problemas.

Logo depois, chegou uma resposta para a vida de Glasheen. Em 1993, ele conheceu a Ilha da Restauração, uma ilha desabitada no nordeste da Austrália.

Para 1997, ele foi para a ilha com uma mulher com quem ele pensou em assumir um novo começo longe da confusão e estresse da vida cotidiana, no entanto, a iniciativa de viver em solidão acabou se tornando um projeto apenas para Glasheen.

Embora o homem pareça estar convencido de que a ilha será o último lugar que ele verá quando morrer, ele também expressa que, às vezes, ele precisa ter uma conversa agradável com seus amigos ou ter contato com outra pessoa. As únicas visitas que ele frequenta são as de alguns viajantes que chegam ao local.

                                 

© Featured image by: Brian Cassey

Glasheen também teve que enfrentar momentos difíceis, como a morte do seu cão Quasi. Depois que ele sofreu uma mordida de cobra; mais tarde ele adotou Polly, a cadela, com quem ele compartilha sua solidão.

Ele também teve que lidar com algumas questões legais com autoridades australianas que querem expulsá-lo de lá. Assista ao vídeo da extraordinária história do homem abaixo.

videoPlayerId=2e6b875d4

Ad will display in 09 seconds

Share
Categorías: Portuguese

Video Destacados

Video Destacados

Ad will display in 09 seconds

Exercícios incríveis que podem ser feitos em casa para você que não está na academia de musculação

DESTACADAS Ver más